PIS/PASEP: Quem tem direito, como consultar saldo, como sacar, calcular e calendário de pagamento – Jovem Aprendiz Cadastro
Pular para o conteúdo

PIS/PASEP: Quem tem direito, como consultar saldo, como sacar, calcular e calendário de pagamento

    Descubra quem tem direito, aprenda a consultar saldo, realizar saques, fazer cálculos e fique por dentro do calendário de pagamentos.

    Anúncios

    O PIS/PASEP é um programa fundamental no Brasil que visa beneficiar trabalhadores do setor privado e público. Esses programas funcionam como um verdadeiro amparo financeiro, proporcionando aos trabalhadores a oportunidade de acessar recursos que foram acumulados ao longo do tempo. Neste artigo, exploraremos detalhadamente os principais aspectos do PIS/PASEP, desde quem tem direito a esse benefício até como consultar saldo, como efetuar o saque, como calcular e, por fim, o calendário de pagamento.

    Quem tem direito ao benefício?

    Para usufruir do benefício do PIS/PASEP, é necessário atender a alguns critérios específicos. No caso do PIS, os beneficiários são os trabalhadores do setor privado que receberam remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base. Já no caso do PASEP, são os servidores públicos. Além disso, é crucial que esses trabalhadores tenham exercido alguma atividade remunerada no período em questão.

    Anúncios

    Como consultar o saldo?

    Consultar o saldo do PIS/PASEP é um processo fundamental para entender quanto você tem disponível para saque. A boa notícia é que a tecnologia tornou esse processo bastante acessível. Para o PIS, basta acessar o site da Caixa Econômica Federal e utilizar o número do PIS e a senha cadastrada no Cartão do Cidadão. Já para o PASEP, o Banco do Brasil disponibiliza a consulta através do site da instituição, utilizando o número de inscrição e a senha.

    Como sacar o benefício?

    O saque do PIS/PASEP é uma etapa essencial para a utilização dos recursos acumulados. Para o PIS, os beneficiários que possuem conta na Caixa Econômica Federal têm o valor do abono depositado automaticamente. Caso não possuam conta na Caixa, podem realizar o saque em agências físicas ou caixas eletrônicos. No caso do PASEP, o saque é realizado no Banco do Brasil, e os servidores públicos com conta no banco têm o benefício depositado diretamente.

    Saiba como calcular

    O cálculo do benefício do PIS/PASEP é feito com base no valor do salário mínimo e na quantidade de meses trabalhados no ano-base. A fórmula é relativamente simples: o valor do abono equivale ao valor atual do salário mínimo dividido por 12, multiplicado pelo número de meses trabalhados no ano-base. É importante notar que, para o PASEP, o cálculo é semelhante, mas os servidores públicos devem levar em conta o valor do salário mínimo vigente e o número de meses trabalhados para determinar o valor a ser recebido.

    Calendário de pagamento

    Após o reajuste recente no salário mínimo, o valor do abono salarial PIS/Pasep foi atualizado para R$ 1.412. O montante recebido por cada trabalhador, que varia de R$ 117 a R$ 1.412, depende da quantidade de meses trabalhados no ano fiscal de 2022.

    • O valor do abono salarial varia de acordo com a quantidade de meses trabalhados no ano-base e é calculado com base no valor atual do salário mínimo.
    • O salário mínimo no ano de 2024 é de R$ 1.412,00.
    • O pagamento será realizado pela Caixa Econômica Federal.
    • O cronograma de pagamento é o seguinte:
    Veja também:  Como antecipar o Saque-Aniversário do FGTS: Veja como obter seu Empréstimo!
    Nascidos emRecebem a partir deRecebem até
    Janeiro15/02/202427/12/2024
    Fevereiro15/03/202427/12/2024
    Março15/04/202427/12/2024
    Abril15/04/202427/12/2024
    Maio15/05/202427/12/2024
    Junho15/05/202427/12/2024
    Julho17/06/202427/12/2024
    Agosto17/06/202427/12/2024
    Setembro15/07/202427/12/2024
    Outubro15/07/202427/12/2024
    Novembro15/08/202427/12/2024
    Dezembro15/08/202427/12/2024

    Lembrando que o abono salarial é um benefício anual concedido aos trabalhadores que atendem aos requisitos estabelecidos, incluindo ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano-base, receber em média até dois salários mínimos e estar cadastrado há pelo menos 5 anos no Fundo de Participação PIS-Pasep ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS)[3].

    Renato Dias

    Renato Dias

    Profissional com formação em Jornalismo pela Universidade de São Paulo, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais. Com uma trajetória consolidada, ele desempenha suas funções como redator em portais de conteúdo, onde acumula um sólido histórico de experiência e pesquisa. Sua atuação se concentra na produção de conteúdo relacionado a economia, finanças e investimentos, demonstrando profundo conhecimento e expertise nessas áreas.